Notícias

Esquema de Pirâmide Financeira é denunciado por órgão do governo dos Estados Unidos

Não é mais novidade que esquemas financeiros envolvendo criptomoedas estão em alta. São diversas as empresas que estão sendo acusadas de esquema fraudulento envolvendo o mercado de criptomoedas, tanto no Brasil quando no exterior, onde o grande ponto de atração para os possíveis investidores são lucros totalmente fora da realidade padrão para os quem está acostumado com investimentos, variando de 15 a 50% ao mês. Mas como o ditado popular “quando a esmola é demais, até o santo desconfia” deixa clara a mensagem de que investimentos desse tipo devem ser feito no mínimo com grande cautela, isso se devem ser feitos.

businessman building financial pyramid from euro paper money

E em mais um caso de investimento desse tipo, um dos órgãos fiscalizadores dos Estados Unidos abriu um processo contra a empresa de Benjamin Reynolds, a Control-Finance Limited.

De acordo com a Comissão de Negociações de Contratos Futuros de Commodites dos estados Unidos a empresa praticava um esquema de Piramide Financeira com características das atividades de Ponzi, onde o dinheiro do cliente novo paga o cliente mais antigo e ai por diante.

A acusação protocolada pelo órgão apresenta que a empresa de Reynolds apropriou-se indevidamente de nada mais nada menos que 22.858,822 BTC de ao menos 1000 clientes, em um período de grande alta da criptomoeda que no calculo para época chegou a mais de US$ 140 milhões.

Utilizando a alta do bitcoin e a popularização da criptomoeda, Reynolds e sua equipe usavam de campanhas em redes sociais para divulgar o “programa de afiliados”, uma espece de bônus que aumentariam os lucros dos clientes que indicassem familiares e amigos para a plataforma. Aqui temos o clássico método usado por empresas de Marketing Multinível que é amplamente adotado por empresas que praticam golpes financeiros.

Com promessas de no mínimo 45% de lucro ao mês encima do valor investido, a empresa conseguiu um grande numero de investidores. E para garantir o investimento eles colocavam um sistema de ‘porto-seguro’, como era chamado para mostrar que os clientes estavam fora dos riscos que o mercado de criptomoedas pode apresentar.

Porém, conforme apontado pela reguladora, o investimento prometido nunca aconteceu e os bitcoin eram transferidos para uma única conta e depois distribuídos para outras carteiras em corretoras de diversos países em diversos continentes com a intenção de dificultar o rastreamento.

Apresentando prejuízo para os clientes, o órgão protocolou a acusação no Tribunal Distrital de Nova York, e até mesmo sugeriu algumas penalidades para o empresário e os envolvidos que na visão deles praticaram crimes e violação das leis federais de commodities, além da solicitação de proibição da atuação da empresa em oferecer qualquer tipo de serviços de investimento financeiro.

É muito importante ressaltar, como o próprio órgão fez, que é importante entender o investimento e ter cuidado em negociações ou aplicações. Criptomoedas são investimentos de risco e não existem formas de garantia de retorno. Outro fator importante é que empresas que apresentam investimentos grandes como no caso da Control-Finance Limited devem ser vista com um olhar suspeito, considerando que lucros dessa forma podem ser considerados muito fora da realidade e é bom manter na mente que se investimentos dessem tanto lucro de forma tão rápida e segura, o mundo todo faria, até mesmo os governos.

Escrito por:
– Daniel Crypter do Universo Crypto
– Link do Canal no Youtube – https://www.youtube.com/channel/UCr-Ug1grPQP66kyFQBOBUrQ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s